quarta-feira, 20 de maio de 2015

Cuidadosamente

Em uma empresa.

JURACI
Paulo, chega aqui um minuto.

PAULO
Diga aí, que que foi?

JURACI
Me ajuda nesse email, por favor? É pro gerente regional:

"Ilmo Sr. Glauber,
Primeiramente, tomo a liberdade de aproveitar este ensejo para parabenizar-te pelo excelente desempenho na administração desta empresa, cuja extraordinária relevância no mercado atual deve-se quase que exclusivamente a todo seu empenho de empreendedor justo, honesto e cordial.
Em anexo, envio-lhe o relatório de produção da filial NE8200 referente ao mês de abril de 2013.
Cuidadosamente,
Juraci Fontes"

E aí? Que que você achou?

PAULO, depois de uma pausa enfática
Bom, Jura, olha só...

JURACI
Juraci! Juraci! Você sabe que eu não gosto de ser chamado de Jura.

PAULO
Certo, Jura, quero dizer, Juraci, vamos lá. Me responde uma coisa: você quer ter um caso com o gerente regional?

JURACI
O que é isso, Paulo? Nada a ver.

PAULO
Você acabou de virar gerente. Já está querendo ser promovido de novo?

JURACI
Não... Acho que não é o momento. Por quê?

PAULO
Você tá de caso com a mulher do cara?

JURACI
Não, eu com a mulher do chefe? Tá louco, Paulo?

PAULO
Então, pra que um email cheio de frescura assim? Você vai mudar tudo isso aí, pode apagar tudo.

JURACI
Mas tudo, tipo tudo? Não dá pra aproveitar nada?

PAULO
Tá, tá, tá, você quer aproveitar alguma coisa, então vamos ver. “Ilmo Sr. Glauber”, isso é formal demais, Jura [tosse]... Juraci. Tira, ou melhor, troca por “Caro” ou “Prezado”, um tratamento assim mais de igual pra igual, sem essa subserviência.

JURACI
Mas isso é só uma forma de tratamento respeitosa, afinal o cara é o nosso superior.

PAULO
Sim, é uma forma de tratamento afetada de tratar o nosso superior, isso sim. Pode tirar. Agora, isso aqui: “Primeiramente, tomo a liberdade de aproveitar este ensejo para parabenizar-te”.  Escuta, ninguém mais sabe usar segunda pessoa do singular.

JURACI, vaidoso
Eu sei.

PAULO
Sim, mas é pedante. Superior não gosta de gente pedante. Superior gosta de tudo preto no branco, sem lero-lero. Faz assim: “Caro Sr. Glauber,...” e tira “Primeiramente, tomo a liberdade blá, blá, blá...”. Aliás, pra que tanto parabéns pro cara?

JURACI
Ué, porque o cara é o gerente regional e faz muito pela empresa.

PAULO
Quem te disse isso, Jura... ci? O cara foi capa da Veja? Da Forbes? O gerente regional já te pagou um pastel e um chops?

JURACI
Cara, não, mas ele é o gerente regional, então...

PAULO
Então, nada, Juraci. Você está mandando este email para quê?

JURACI
Pra mandar o relatório de produção e...

PAULO
E mais nada, Jura...

JURACI
... ci. Meu nome é Juraci.

PAULO
Tá, tá. Faz assim: pega e corta essas coisas que eu te falei e pega também o [Paulo vai lendo rápido e comentando o email enquanto lê] “cuja — quem usa cuja? — extraordinária relevância no mercado atual — tá, falou, Sardenberg — deve-se quase que exclusivamente a todo seu empenho de empreendedor  justo, honesto, cordial e constante em seu labor diário — é o homem do ano, esse gerente! — no trato com colaboradores e demais demandas.”. Deixa eu selecionar isso tudo aqui, pronto, e... delete! Agora, esse ”Cuidadosamente” foi a cereja do bolo. De onde você tirou isso?

JURACI
Ué, pra mostrar que eu cuidei desse serviço com cuidado.

PAULO
Tá, então, no dia em que você estiver com preguiça, você vai colocar “Preguiçosamente”?

JURACI
Pô, não, senão vou queimar meu filme.

PAULO
Então, não tente expressar tanto seus sentimentos num email que nem esse. Terminei de ajeitar. Olha como ficou:
"Caro Sr. Glauber,
Em anexo, o relatório de produção da nossa filial.
Att, Juraci Fontes"

JURACI, meio desapontado
Ficou seco, né?

PAULO
Ficou como tem que ser. Cadê o enviar? Aqui. [clica em enviar] Pronto.
  
JURACI
Bom, obrigado, eu acho.

PAULO,
De nada.  Ah, espera aí, faltou corrigir uma coisa. Juraci não é nome de mulher? Minha tia se chama Juraci.

Enquanto passam os créditos, o Paulo fica dizendo alguns advérbios e o Juraci vai improvisando à medida que vai ouvindo, ou seja, o Juraci vai sentindo o que o advérbio diz e expressando isso com o corpo. Exemplos: Agradecidamente, Encarecidamente, Comiseravelmente, Miseravelmente, Satisfatoriamente, Atenciosamente, Carinhosamente, Atentamente, Sorridentemente, Apaixonadamente, Temerosamente, Caridosamente, Excepcionalmente, Raivosamente, Justamente, Puxassacalmente.

São Cristóvão, 1 de maio de 2013

Nenhum comentário: